Quebra-cabeca da vida

March 1, 2015

Surpreendida por mais uma dose de inspiração - ainda que em meio a dias aturdidos - vos escrevo novamente.

 

Muita gente têm me perguntado como é largar tudo para ir atrás do incerto. Mas que ´tudo´? Eu também já tive algumas certezas: das crenças bem embasadas às fés sem nenhum fundamento.

 

Que me perdoem as partes que vestirão a carapuça, mas vou citar alguns exemplos: pra começar, eu achava que seria executiva. Além disso, tive amigos que achei que seriam para sempre mas que nem vejo mais, alunos em quem apostei e que simplesmente não vingaram e fundos de investimentos promissores que me deixaram na mão.

 

Por outro lado, foi de repente que me tornei professora, que casei, que comecei a lutar, cozinhar e correr; Que me separei, que adotei cachorros, que reencontrei alguns amigos, que fiz novos, que parei de velejar e depois, que voltei.

 

Daí, olhando para trás, percebo que foi sem planejar muito, mas o suficiente, que realizei os meus maiores feitos.

 

É brega, mas a vida é tipo um quebra-cabeças que você não sabe o resultado: você tem que começar a mexer em algum lugar, mesmo que naquele momento nada ainda faça sentido. Daí, conforme você for juntando as peças, as coisas vão acontecendo, as cores vão tomando forma e o resultado um dia aparece. E muito provavelmente com uma forma dantes inimaginável.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags